Falta de Água: estudo aponta risco para 61 milhões de brasileiros

Motivos para economizar água.
5 Motivos para economizar água
abril 27, 2019
Como funciona e quais os benefícios de uma cisterna de água
Como funciona e quais os benefícios de uma cisterna de água
maio 22, 2019

 Um levantamento feito pela Agência Nacional de Águas (ANA) indica que nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, 32 milhões de moradores estão atualmente sob o risco de falta de água. São 20,5 milhões de pessoas em SP, que equivale a 45,1% da população total; e no estado do Rio, 11,8 milhões de pessoas, ou seja, 68,6% dos habitantes.

O Sistema Cantareira, o maior responsável pela água na região metropolitana de São Paulo, que esteve em crise entre 2013 e 2016, registrou novamente baixa nos níveis de água disponível, em 2018.

Já se analisado o panorama nacional, ainda segundo o estudo, 60,9 milhões de pessoas estariam sob ameaça de ficar sem água em todo o país, o equivalente a 29,2% dos 208,5 milhões de brasileiros, estimados pelo IBGE.

Conforme a ANA, a situação predominante é insuficiência, ou seja, as fontes de água já não oferecem o suficiente para suprir a demanda. Isso significa que as estimativas de consumo superam o volume de água disponível.

O estudo se apoiou em um índice criado pela ANA, o ISH (Índice de Segurança Hídrica), que se baseia em 4 fatores: a quantidade de moradores em risco de falta de água; a oferta para a produção econômica; a vulnerabilidade dos mananciais; o potencial dos estoques de água.

(Referência: UOL News online)

A insuficiência diz tanto sobre os investimentos nos sistemas de abastecimento, quanto sobre a capacidade água disponível e o volume de uso pela população. Se existe um indicativo de maior consumo de água do que se poderá disponibilizar à população, uma das medidas que poderia amenizar a situação é POUPAR a água tratada.

Quando se fala em poupar água, são diversas atitudes individuais e pequenas que, se incorporadas ao coletivo, podem fazer diferença. Alguns exemplos práticos seriam: reduzir o tempo de banho, não deixar a torneira ligada ao escovar os dentes, dentre outros. E, claro, uma das mais eficientes medidas é o USO DE ÁGUA DA CHUVA.

Aproveitar a água da chuva diminui o consumo de água tratada e, consequentemente, desafoga a rede de fornecimento. Além disso, ainda traz economia de mais de 50% na conta de água do usuário.

A Água da Chuva pode ser utilizada em diversas atividades do dia a dia, como: lavar calçadas, pisos e carros, regar plantas e atividades de jardim, nas lavadoras de alta pressão, na máquina lava-roupas, para resfriamento na indústria, nas reservas contra incêndio, descargas sanitárias e atividades de limpeza em geral.

 

 

Para isso, basta um sistema especial que capta a água, filtra e armazena em reservatórios próprios, as cisternas. Com uma cisterna de apenas mil litros é possível economizar mais de 50 mil litros de água por ano! Isso, em grande escala, ajuda a prevenir diversos problemas, como:

  1. Falta de água na rede de abastecimento: ao usar a água da chuva para os diversos fins não potáveis citados acima, a água potável e tratada que vem da rede de abastecimento passa a ser utilizada somente para os fins potáveis, sobretudo o consumo. Com isso, cada usuário que faz uso de água da chuva passa a utilizar menos água tratada, desafogando a rede de abastecimento e prevenindo que falte água tratada. A conta é simples: a rede de abastecimento fornece um volume específico de água; se a demanda é maior que a capacidade da rede, ocorre a falta; se a demanda é menor, há uma melhor distribuição de água para todos.
  2. Enchentes e alagamentos: o uso de reservatórios para água da chuva também é eficiente na prevenção de alagamentos, visto que o excesso de água que estaria “alagando” o solo impermeabilizado estará armazenado no interior das cisternas. Nesse sentido, quanto mais pessoas aderirem a prática coletivamente, mais eficiente ela será na solução do problema.

 

Portanto, use água da chuva. Seja consciente!

 

Fonte: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/05/01/risco-de-falta-de-agua-ameaca-32-milhoes-em-sp-e-no-rio-diz-agencia.htm%27

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *